Meus alunos refletindo - segunda série do ensino médio - 2012

Proposta: Significado de uma luta de classes, a possibilidade de sua existência hoje e a defesa de seus interesses em prol de uma mudança

"Pão e circo?!"


"Atualmente o Brasil é governado por um partido político que baseia os seus mandatos em estratégias populistas, aguardando a classe mais baixa da população. Além disso, o avanço de novas tecnologias que servem tanto para entreter quanto para acelerar nossas vidas, vem causando um processo de alienação na população, que vem demonstrando cada vez menos interesse em temas que envolvem poder e política.
          A alta alienação somada com os agrados dados pelo governo populista do PT geram um sentimento de satisfação na maior parte da classe operária, a qual não procura melhorar. De certa forma, o governo conseguiu controlar o proletariado brasileiro, o que evita a formação de uma classe trabalhadora revolucionária.
          A luta de classes não ocorre no Brasil nos dias de hoje, o que facilita o controle do governo sobre sua população."
Tiago Franco de Paula - nov/2012


"Revoluções"


"No Brasil há vários movimentos na luta pela igualdade de classes, pois vivemos num país que sofre desde os seus primeiros anos após sua descoberta, com uma enorme desigualdade social com a maioria da população presente na classe média ou pobre. As classes médias e pobres são as que mais lutam por melhores condições de vida. Alguns setores dessas classes realizam greves e passeatas em busca de melhores salários, sejam policiais federais ou professores e em busca de mais respeito por parte dos governos.
          O Brasil do momento não possui nenhuma classe revolucionária poderosa o bastante para criar uma revolução, mas as grandes movimentações já presentes conseguem atingir algumas de suas reivindicações, mesmo que não sejam de espécie revolucionária ao modo marxista." 
Por João Victor Lucas Amim  (adaptado) - nov/2012


"Conformismo"

"Acredito que haja uma luta entre classes no Brasil. As classes em questão são as mais ricas que, no sistema capitalista, querem cada dia mais lucro e, para isso, exploram a classe mais pobre subordinadas a essa exploração. Essa classe, por sua vez, propõe-se a lutar por melhores condições de vida, mas devido à baixa escolaridade ou à falta de oportunidade na vida não consegue um bom emprego. Penso, contudo, que não há entre nós uma classe revolucionária, pois a maioria das pessoas prefere se conformar com a situação que vive e não luta por mais igualdade entre várias classes. As pessoas parecem sentir-se impotentes diante do sistema pré-estabelecido, mas a impotência pode ser vista como uma fuga da responsabilidade de lutar por um futuro melhor para si mesmas."
Por Luísa Monteiro de Oliveira (adaptado) - nov/2012


"Luta sem divulgação"

          "No Brasil, há, certamente, uma luta de classes acontecendo. Essa luta é resultado de uma grande desigualdade e acontece entre o proletariado, a população mais pobre, e a burguesia, a elite da população. No País, a divulgação dessa luta não é tão grande, mas ela está presente através de partidos políticos que defendem o proletariado e são contra o governo burguês, e de movimentos de reivindicações de algumas camadas da população, como, por exemplo, os sem terra, por meio do MST.
          Portanto, nessa luta de classes no Brasil há uma que pode levar o país a mudanças revolucionárias, ainda que essa classe não tenha, ainda, tanta força em seus movimentos."
Por Mariana Buitrago Pereira (adaptado) - nov/2012

"Luta de Classes"


          "Típica de países subdesenvolvidos, a luta de classes acontece também no Brasil. Tem como causa a grande desigualdade social e econômica. Um exemplo de luta de classes é o movimento do MST - constituído por sem terras que pedem, por meio de invasões e manifestações, uma reforma agrária. Essa reforma daria terras de grandes proprietários a várias famílias. Muitas vezes, porém, o Estado defende is interesses de proprietários, tornando impossível uma reforma.
          Esse é apenas um dos exemplos da ocorrência da luta de classes, e, como visto, o governo possui papel fundamental para que ocorra transformações nesse cenário de desigualdades. Porém, enquanto tivermos um governo conservador de direita e não tivermos alguém influente disposto a defender os interesses dos menos favorecidos, haverá diferenças negativas em nossa sociedade. A válvula de escape é a luta por melhores condições de vida, gerada pelo conflito entre as classes sociais."
Por Letícia Rodrigues Munck - novembro 2012

Um comentário:

  1. Mudança é algo que a nossa sociedade não se esforça para ter. Como a aluna Luísa Monteiro de Oliveira disse, as pessoas preferem se conformar com a situação na qual vivem e não buscarem a igualdade, com isso esta ficando cada vez mais fácil para o governo calar a boca de miseráveis apenas com programas no qual o nosso pais deveria ter vergonha de ter.

    ResponderExcluir